Programa Apresentações Palestrantes convidados Workshops Sessões de satélite Bolsas de estudo Informações da exposição do Fórum 2017 Prêmios Perguntas frequentes

As mídias sociais
     

Reuniões Satélite

17 DE SETEMBRO DE 2017

An international multi-stakeholder meeting on disrespect and abuse in childbirth (Obstretic violence)

Time: 9:00 – 17:00
Venue: Leme
Hosted by: Reproductive Health Matters, World Health Organization, Grupo Curumim Gestação e Parto

Reproductive Health Matters (in partnership with WHO and Grupo Curumim) is convening a multi-stakeholder meeting, inviting researchers, policy makers, healthcare professionals and activists with the aim of generating a priority research agenda on disrespect and abuse in childbirth. The aim of the meeting is to review existing evidence, identifying data gaps and agreeng on research priorities, ensuring the perspectives of researchers, civil society and other actors from the region. The meeting will also present a great opportunity to discuss the concept of obstetric violence versus disrespect and abuse in child birth, among other terms, and allow participants to share experiences and forge closer collaborations. The specific objectives are:

    • To discuss the term OV and alternative terminology, such as disrespect and abuse, and understandthe rationale for and against the use of these terms;
    • To present available evidence and share experiences of interventions from the region as well from other regions;
    • To identify research gaps and develop a priority research agenda;
    • To invite selected papers for publication in the RHM journal
    • To allow for international networking and closer collaboration between actors.

 

18 DE SETEMBRO DE 2017

Entender e utilizar a investigação para prevenir a violência contra mulheres e meninas: reunião satélite dos formuladores de políticas e financiadores (reunião fechada)

Horário: 09:00 – 16:00
Local: Urca
Organizado por: What Works, OMS, ONU Mulheres, UKAID

O uso de evidências rigorosas para prevenir a violência contra mulheres e meninas é fundamental para a tomada de decisões políticas e programáticas bem-sucedidas. Esta reunião satélite capacitará os financiadores e os formuladores de políticas mediante os conhecimentos e habilidades necessários para interpretar os resultados da pesquisa para relatar a tomada de decisão a fim de prevenir a violência contra mulheres e meninas, e apresentar o Quadro de Prevenção da ONU para acabar com a violência contra as mulheres, demonstrando como utilizar o quadro para preveni-la em diferentes países. O evento reúne especialistas em pesquisa e programação em casos de violência contra mulheres e meninas; incluindo apresentações dos Dr. Kristin Dunkle e Dr. Esnat Chirwa, no Conselho de Pesquisa Médica sul-africano (MRC), um representante da ONU Mulheres e a Dra. Cláudia Garcia Moreno, OMS.

Análise dos vínculos existentes entre a violência entre parceiros e o uso do planejamento familiar: adquirir conhecimentos para mudança normativa a fim de fomentar a saúde sexual e reprodutiva em adolescentes e jovens

Horário: 17:00 – 19:00
Local: Urca
Organizado por:  Instituto de Saúde Reprodutiva (IRH) da Tearfund e Universidade de Georgetown
Equipe de tarefas contra a violência de gênero www.passagesproject.org  do projeto Passages copatrocinada pela Promundo

A pesquisa identifica a violência de gênero, particularmente a violência entre parceiros como uma barreira importante à adesão do planejamento familiar. No entanto, a influência da violência de gênero e entre parceiros ao usar o planejamento familiar não é bem compreendida ou pesquisada. Esta palestra apresentará os resultados da pesquisa realizada pelo projeto Passages e parceiros que examinam a interseção entre essas duas áreas, adotando a programação existente nestes vínculos, identificando os pontos em que há lacunas de conhecimento e prática relacionados e analisando as implicações de trabalho sobre a mudança das normas sociais e de gênero sobre violência entre parceiros e planejamento familiar a fim de promover a saúde sexual e reprodutiva dos adolescentes e jovens.

Estratégias coordenadas da onu para prevenir e responder à violência

Horário: 17:00 – 19:00
Local: Ipanema
Organizado por: ONU Mulheres

O direito das mulheres de viver sem violência está respaldado por acordos internacionais como o CEDAW e a Declaração das Nações Unidas de 1993 sobre a Eliminação da Violência contra as Mulheres e a eliminação de todas as formas de violência contra as mulheres, como zonas alvo (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 5.2) está incluído na Agenda 2030 no Objetivo 5. Para combater eficazmente a violência contra mulheres, a ONU está defendendo uma abordagem abrangente e baseada nos direitos humanos que aborda legislação e políticas, prevenção, prestação de serviços a sobreviventes, pesquisas e dados. Este evento paralelo apresentará iniciativas específicas coordenadas pelas Nações Unidas (Quadro de Prevenção da ONU, Programa de Serviços Essenciais) e algumas lições iniciais assimiladas.
Coalition of Feminists for Social Change (apenas convite)

Horário: 17:00 – 19:00
Local: Leme

Organizado por: COFEM

Towards global minimum standards for prevention & response to gender based violence in emergencies

Time: 17:00 – 19:00
Venue: Vidigal
Hosted by:United Nations Population Fund (UNFPA) and the GBV Area of Responsibility (AoR)

While Gender Based Violence (GBV) is pervasive in times of peace, during conflict or natural disaster– when support systems are weakened–the risk of violence against women & girls is heightened. Such conditions make strengthening the provision and coordination of humanitarian response critical to upholding the dignity and rights of all affected persons. The session will engage attendees to explore the case for the development of “Global Minimum Standards” that provide clear and unambiguous guidance, for safe, ethical, survivor-centered GBV prevention and response.

 

19 DE SETEMBRO DE 2017

Quais fatores funcionam para mudar as normas sociais a fim de acabar com a violência contra mulheres e meninas?

Horário: 10:00 – 12:00
Organizado por: Oxfam
Membros do grupo: Emma Fulu (Equality Institute), Lori Michau (Raising Voices), Ruti Levrov (Promundo) e Oxfam
As normas sociais são consideradas uma das causas fundamentais da violência contra mulheres e meninas e se tornaram bastante interessantes no setor de desenvolvimento, especialmente em relação aos direitos das mulheres e ao empoderamento. Nos últimos anos, os atores no processo de desenvolvimento procuraram entender melhor os pontos que funcionam para modificar as normas sociais que mantêm a desigualdade de gênero, práticas nocivas e discriminação contra as mulheres. Um foco importante tem sido a mudança das normas sociais com o objetivo de elaborar e implementar intervenções e abordagens que contribuam significativamente para acabar com a violência contra mulheres e meninas. A Oxfam reunirá pesquisadores, ativistas dos direitos das mulheres e especialistas em desenvolvimento com know-how em atitudes, normas e comportamentos a fim de ter uma discussão de vanguarda sobre abordagens e estratégias testadas para combater as raízes da violência contra mulheres e meninas.

Iniciativa de aprendizagem conjunta (iac) do centro de violência sexual de gênero

Horário: 16:00 – 18:00
Local: Botafogo
Organizado por: IAC da SGBV Hub

A fé tem grande influência na vida das comunidades, incluindo a dos sobreviventes.  A cura espiritual ou o bem-estar é um aspecto fundamental do bem-estar geral dos sobreviventes, tal como definido por eles, de modo que exista uma necessidade efetiva de analisar maneiras pelas quais a comunidade global analisa, compreende e trabalha com fé na violência sexual de gênero.  São necessários esforços para promover parcerias entre grupos religiosos e outros parceiros fundamentais, incluindo pesquisadores, a fim iniciar a análise do papel da fé na prevenção e resposta à violência sexual de gênero. Como um processo para tampar a lacuna existente entre os grupos religiosos e outros parceiros fundamentais, esta sessão procura destacar os seguintes pontos: compartilhar e discutir os resultados da pesquisa da Tearfund sobre o papel da fé na prevenção e resposta à violência sexual de gênero; fazer uma apresentação geral das evidências das atividades e contribuições dos grupos religiosos para a prevenção e assistência à violência sexual de gênero, com base no Estudo Exploratório IAC da SGBV; compreender a linguagem da fé, expressões e o verdadeiro significado da fé; analisar os mecanismos e abordagens do desenvolvimento de padrões de boas práticas para a resposta da fé à violência sexual de gênero; identificar o aprendizado e as ferramentas fundamentais para trabalhar com comunidades religiosas e quais ferramentas adicionais são necessárias; e lanças o centro de aprendizagem IAC da SGBV.

Apresentação da the prevention collaborative

Horário: 18:00 – 20:00
Local: Copacabana
Organizado por: Lori Heise, Johns Hopkins University e Amy Bank, Puntos de Encuentro  
A The Prevention Collaborative é uma nova iniciativa que trabalha para acabar com a violência contra mulheres, apoiando a programação no Sul Global com assistência técnica e estratégica mediante uma abordagem feminista baseada em evidências e orientada por valores.   Junte-se a esta sessão pública para saber mais sobre a The Prevention Collaborative e como você pode participar.

Saiba mais sobre o Prevention Collaborative

Construir serviços de saúde de alta qualidade para sobreviventes da violência de gênero

Horário: 18:00 – 20:00
Local: Leme
Organizado por: Myra Betron, Jhpiego

Jhpiego, em colaboração com vários parceiros, incluindo a Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health, a Escola de Enfermagem, a Organização Mundial da Saúde e a PEPFAR, desenvolveram ferramentas para melhorar a qualidade e capacitação de profissionais de saúde a fim de que atendam melhor os sobreviventes da violência de gênero. As aplicações em Moçambique, Ruanda e Nepal serão compartilhadas.

Abordar a violência entre parceiros durante a gravidez - abordagem baseada em evidências

Horário: 18:00 – 20:00
Local: Ipanema
Organizado por: Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA)
Upala Devi, conselheiro em violência de gênero, divisão técnica, sede da UNFPA e Neus Bernabeu, conselheiro de gênero, LACRO UNFPA

Uma parcela significativa das mulheres que sofreram violência antes da gravidez continua sofrendo. Para outras mulheres, a gravidez em si pode ser um estímulo para o surgimento da violência. A UNFPA apresentará as evidências mais recentes, assim como modelos eficientes para abordar a violência entre parceiros durante a gravidez em áreas de poucos recursos.

 

20 DE SETEMBRO DE 2017

Fortalecer a estratégia regional contra violência de gênero na ippf/whr. fechar a sessão em associações de membros da ippf/whr.

Horário: 9:00am – 12:00pm
Local: Board room
Organizado por:  Federação Internacional de Paternidade Planificada/Região do Hemisfério Ocidental
As associações de membros da IPPF estão empenhadas em prestar serviços integrados de alta qualidade em matéria de saúde sexual e reprodutiva. Os serviços de violência de gênero (detecção de violência de gênero, consultoria e referências internas/externas em contextos clínicos) são um dos oito serviços fundamentais que as associações já estão prestando. Em 2016, a associação de membros da IPPF nas Américas e no Caribe prestou quase um milhão de serviços relacionados à violência de gênero. No entanto, podemos fazer mais e melhor pelos nossos clientes. O escritório regional do WHR está se beneficiando da oportunidade do Fórum SVRI 2017 de apresentar e discutir algumas ferramentas concretas para fortalecer nossos objetivos comuns.

INSPIRE: Sete estratégias para acabar com a violência contra crianças

Horário: 15:30 – 18:30
Local: Botafogo
Organizado por: A Together for Girls e a Global Partnership para acabar com a violência contra crianças

A INSPIRE é uma nova ferramenta que promove a prevenção e a resposta à violência baseada em evidências contra crianças. No contexto dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que visa a acabar com todas as formas de violência contra crianças, esta sessão apresentará a estrutura INSPIRE e identificará estratégias para converter as pesquisas em ações programáticas e discutir parcerias, ferramentas e iniciativas entre as agências e os setores existentes relacionadas à prevenção da violência contra crianças.

 

 
Join us on Facebook Join us on Twitter